Espanha quer Aumentar Limite de Velocidade em Autoestradas para 140 km/h

15 Junho, 2012.

Espanha quer Aumentar Limite de Velocidade em Autoestradas para 140 km/h

A grave crise financeira em Espanha está a obrigar o Governo Espanhol a pensar em medidas que possam dinamizar a economia do país. Uma das propostas que o Ministério do Interior está a analisar é o aumento do limite de velocidade em autoestradas, de 120 para 140 km/h, o que significaria, segundo os defensores da medida, um incremento significativo no fluxo de mercadorias e pessoas e influenciaria positivamente, de forma indireta mas quase imediata, a produtividade do País.

A redução dos limites de velocidade em auto-estradas de 120 para 110 km/h foi introduzido em 2011 pelo Governo Espanhol, com a justificação que seria necessário reduzir o consumo de combustíveis, em resultado do aumento do preço do barril de crude. No entanto, em 2012, os governantes espanhóis voltaram atrás, e reintroduziram o limite de 120 km/h.
O processo de redução do limite de velocidade em 2011 implicou um investimento avultado, superior a 200 mil euros em nova sinalização rodoviária e o processo de reintrodução dos 120 km/h, ainda em curso, implica gastos similares, de quase 250 mil euros.

Mas foi a constatação da quebra do volume de circulação automóvel associada à redução do limite legal de velocidade e a pressão de diversos movimentos cívicos, entre os quais a “Plataforma 140 km/h”, que colocou na mesa a discussão do aumento do limite de velocidade para 140 km/h.

Apesar das aparentes vantagens, algumas implicações graves estão a rodear de polémica a eventual implementação da medida, nomeadamente a necessidade de investimentos avultados em nova sinalização, com maior dimensão e, especialmente, o quase certo aumento da sinistralidade rodoviária.

Imagem: Qué (adaptada)
Fontes: El confidencial, La Vanguardia


Comentar

* Obrigatório