Teixeira Duarte e a Alegada Falência Técnica

5 Fevereiro, 2009.

Após a assinatura, no passado dia 24 de Janeiro, do contrato de subconcessão do Baixo Tejo, entre a Estradas de Portugal e a sociedade subconcessionária VBT, participada pela Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A., esta prestigiada empresa de construção volta a ser notícia, desta vez pela alegada possibilidade de falência técnica. Apesar da descida do valor das acções ter chegado aos 15% e da análise negativa de algumas instituições financeiras, a empresa nega a hipótese de falência técnica e afirma-se preparada para enfrentar a crise.

Um breve resumo da sua história (fonte teixeiraduarte.pt):

Tendo iniciado a sua actividade em 1921, pelo seu fundador Eng.º Ricardo Esquível TEIXEIRA DUARTE, foi constituída como sociedade por quotas em 1934 e transformada em sociedade anónima em 1987.
Depois de sucessivos aumentos de capital, a Sociedade veio a ser admitida à cotação na Bolsa de Valores de Lisboa em 1998, tendo em 2002 deslocado de novo a sua sede para um moderno e funcional parque de escritórios desenvolvido pela própria Empresa em Porto Salvo – Oeiras e denominado “Lagoas Park”.
Representando um dos mais importantes Grupos Económicos Portugueses, a “TEIXEIRA DUARTE – Engenharia e Construções, S.A.” (TEIXEIRA DUARTE) é actualmente controlada pela sociedade de raiz estritamente familiar “TEIXEIRA DUARTE – Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.”, a quem são imputáveis mais de 52% do capital social.
Destacando-se pela sua imagem de Empresa séria, responsável e competente, os seus Administradores, bem como os seus principais quadros e Directores são profissionais de longa trajectória, feita na sua quase totalidade ao serviço da TEIXEIRA DUARTE e que se regem pelos princípios que, desde a fundação, sempre têm estado presentes: Trabalho honesto e árduo, dignificando uma verdadeira Casa de Engenharia.
Mantendo como actividade base a construção, a TEIXEIRA DUARTE prossegue como pioneira nas suas áreas originárias da Geotecnia e Fundações, com elevados padrões de qualidade e um alto nível tecnológico; no âmbito da Construção Civil e Industrial tem desenvolvido projectos de grande dimensão e complexidade, abrangendo todo o tipo de construção; igualmente nas Obras Públicas é reconhecida pelas suas intervenções nos mais variados sectores, marcadas por práticas da engenharia mais avançada e pela realização de grandes projectos de infraestruturas.
Em 2002, a TEIXEIRA DUARTE obteve, nas áreas acima referidas e através de um processo rigoroso e assumido por toda a Empresa como um objectivo de grande significado e impacto em toda a organização, a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade.
Ainda no âmbito da construção, a TEIXEIRA DUARTE mantém fortes presenças em áreas especializadas, como as obras ferroviárias e marítimas, as obras subterrâneas e as obras de reabilitação, tendo, para esse efeito, criado várias sociedades vocacionadas para esses ramos e participações sociais em múltiplos ACE, constituídos para situações específicas de grande dimensão.
O sólido desenvolvimento dessa actividade principal, levou à criação de competências susceptíveis de se expandirem para outras oportunidades de negócio, conduzindo a um alargamento da TEIXEIRA DUARTE a outros sectores produtivos como a Imobiliária, a Hotelaria, a gestão de Fundos Imobiliário


Outros artigos interessantes:

IST Promove Curso de Sistemas Hidráulicos em Edifícios em Março
IST Promove Curso Sobre Projeto Urbano e Gestão do Espaço Público
Ordem dos Engenheiros Promove Conferência Sobre Tecnologias de Escavação e Desmonte de Rocha
APCMC Organiza Conferência Internacional de Reabilitação e Construção Sustentável no Porto
Professor António Reis Coordena Curso de Estruturas de Aço no Técnico
Projeto de Estruturas de Betão com a Norma Brasileira NBR 6118

         
         


Tópicos Relacionados

         -  Grupo de Trabalho
         -  Cursos de Formação - AutoCAD Civil 3D 2015
         -  Curso Revit 2015 | Nova Data Confirmada
         -  Curso de Revit Estruturas 2015 - Completo (63h)
         -  Curso de Robot Structural Analisys 2015 - Completo | Porto e Lisboa
         -  Dúvidas sobre o futuro
         -  Melhor mestrado para estrangeiro
         -  Ajuda em método de construção de laje.
         -  Qual a especialidade tecnológica de cada país? [engenharia civil]
         -  Curso Revit Architecture 2015 - Completo Nova Data
          

Artigos Relacionados

         -  Imagem do Dia: Viaduto Urbano Utilizado Para a Cultura de Algas em Genebra
         -  POLISIG 2014 – Sistemas de Informação Geográfica e BIM em Leiria
         -  Imagem do Dia: Dubai Vai Ter as Mais Altas Torres Gémeas do Mundo
         -  Arktec Realiza Curso Prático Tricalc 8.1 Dirigido a Profissionais Angolanos em Luanda
         -  Controlo de Perdas em Sistemas de Abastecimento de Água em Debate na Ordem dos Engenheiros em Lisboa
         -  Imagem do Dia: Primeira Estrada Solar Inteligente Abre na Holanda
         -  Vila Real Recebe Seminário Sobre Construção Metálica em Portugal
         -  Jaifsw 2014 – Soldadura de Estruturas Metálicas em Seminário na Universidade de Coimbra
         -  Imagem do Dia: A Impressora 3D Cerâmica de Habitações do Projeto Italiano WASP
         -  Projekta 2014 Arrancou Hoje em Luanda

Vídeos Relacionados

         -  Maior Infraestrutura de Energia das Marés do Mundo Avança em 2015
         -  Sistema de Sombreamento que se Adapta à Radiação Solar e Ocupantes
         -  Transporte Fluvial de uma Casa de 240 Toneladas
         -  Espanha Cria Conjunto de Robots que Imprimem Estruturas
         -  Comportamento de Ligas Metálicas com Memória
         -  Método da Cunha Pneumática Para Execução de Estruturas
         -  Sistema de Parqueamento Robótico Serva
         -  Micro-Robots Constroem Treliça com Barras Fibra de Carbono
         -  Polímero Autorregenerável Criado nos EUA
         -  Proteção Solar Mecânica de Fachadas

29 Comentários a Teixeira Duarte e a Alegada Falência Técnica

  1. Silas

    Rumores…valem o que valem….

  2. Carlos Almeida

    Segundo o BPI e Santander parece que desta vez é mesmo a sério

  3. JJ

    Esperemos que sejam mesmo só rumores, senão há muita gente que vai ficar desempregada

  4. Vitor Teixeira

    Com o volume de negócios que se está gerar com todas as novas concessões, já devia haver um grande buraco, há muito tempo, para isto acontecer

  5. Joaquim Costa

    Qual crise? Concordo com o Vitor Teixeira, na construção de obras públicas há mas é um boom!

  6. Braga Torres

    Segundo a teixeira duarte: “a posição da empresa não é essa. Temos de ser realistas e objectivos: não entendemos que estejamos à beira de qualquer falência”

  7. Tiago Nunes

    Quer dizer que muito em breve vai haver uma saida massiva de técnicos qualificados da TD para a Mota, Soares da Costa, etc.
    A oferta para engenheiros civis é tão grande neste momento que dificilmente haverá uma crise de desemprego no sector.

  8. sílvio martins

    não acho que haja assim uma oferta tão grande especialmente para recém licenciados

  9. luis

    Mais uma

  10. Tiago Nunes

    Sílvio, se vieres de uma boa empresa ou tiveres tirado o curso na FEUP, Coimbra ou Técnico, de certeza que não tens problemas.

  11. Cátia Lino

    Tenho alguns colegas na TDuarte e parace que está toda a gente aflita por lá

  12. JJ

    Deixa sílvio martins estes tipos da FEUP têm a mania, sei por experiência própria ;)

  13. Beatriz Honrado

    Fiquei surpreendida, pensava que era uma das construtoras nacionais mais sólidas
    Têm brilhantes engenheiros de fundações

  14. Tiago

    Meus caros a FEUP é um tiro no escuro. Nem sabem dimensionar um pilar. Passam 5 anos a aprender materias que não teem nada a ver com o curso. forget it

  15. FUNC TD

    CALMA PESSOAL. ESTÁ TUDO OK. ESTÁ EMPRESA É UMA EXCELENTE EMPRESA, MUITO BOA. SÃO SÓ BOATOS

  16. jose neto duarte

    Meus senhores foi funcionário da T.Duarte durante 10 anos conheço bem a forma mais que pensada do crescimento rigoroso da TD, acredito que haja algumas difilculdades, agora dai a uma falência técnica…não acredito, o que seria então das outras constructoras…onde é que elas já estavam, o património desta casa é muito mesmo a nivel humano.

  17. Rui Garcia

    Eu estudo no Instituto Politécnico de Bragança e digo-vos que daqui saem bons engenheiros. Não ficamos atrás daqueles que se formam na FEUP…

  18. João Azevedo

    Boatos não são: se alguém possuir como activos, em boa parte e por exemplo, 1,5 MM€ e estes estão por exemplo aplicados em acções, com a desvalorização que existiu por exemplo no BCP (imaginem comprar algo a 4€ e agora valem 0,74€ / ACÇÃO)….
    se os Passivos são = ou superiores aos Activos a empresa está em falência técnica. Vai ser algo dificil colocar obrigações/papéis comerciais da empresa para se refinanciarem no mercado para poderem executar, por exemplo, as obras públicas que têm contratadas.
    É claro que se o Estado der a sua garantia pessoal de pagamento esses instrumentos de criação de dívida ficam facilitados… A ver vamos o que vai acontecer, mas não acredito que deixem uma empresa desta magnitude cair.

  19. Alberto Mendes Pinto

    Basta olhar para o ranking nacional de construtoras do EngenhariaCivil.com. A Teixeira Duarte está em 4ºlugar e isso quer dizer alguma coisa. É uma empresa com uma enorme dimensão, com técnicos qualificadíssimos e uma qualidade de trabalho acima da média. Acredito sinceramente que isto é só um contratempo. Em entrevista à SIC, hoje à noite, foi revelado que a empresa está até a expandir-se.

  20. João R. Pereira

    Se esperam ver cair uma empresa como a Teixeira Duarte, o melhor será sentarem-se! Porque de pé ficam certamente cansados. Os cães ladram… a caravana passa.

  21. Mariana L

    Acho muito bem que a engenhariacivil.com esteja a desdramatizar este caso. Estas empresas é que produzem, empregam e levam o país para a frente. São a base da nossa economia. Parabéns a toda a equipa

  22. Sérgio

    Mariana ninguém desdramatizou nada. Eles simplesmente abriram a discussão. Também penso que a Teixeira Duarte continuará sólida. Cumprimentos a todos!!!!

  23. carlos pinto da costa

    Os tempos então dificeis para todas as empresas, e á claro que também o está para a T.D., com a sua cotação em bolsa em queda e também da cotação do BCP de quem é acionista. Ou seja nesta fase está tudo em baixo, e a empresa vale em bolsa muito menos do que valia há uns meses atrás.
    Qualquer empresa que não tenha liquidez e que tenha de recorrer a elevados emprestimos bancários, estará de certeza com problemas. A banca tem falta de liquidez e sómente empresta com garantias de retorno e os empréstimos estão caros.
    Claro que a T.D. é uma forte empresa, e com grande história e qualidades, apenas necessita que esta crise se atenue.
    (quem devia pagar tudo isto eram os USA, já que a criaram,mas…como é possível meia dúzia de banqueiros idiotas colocarem o mundo de pernas par o ar….no minimo estranho).
    Boa sorte e força que o caminho é para a frente, ainda cai primeiro o governo que a T.D.

  24. MM

    A FEUP apenas tem fama de formar bons engenheiros civis, porque de aprendizagem esqueçam..deixei de contratar recem licenciados da FEUP

  25. FUNC TD

    onde está a falencia tecnica?
    É só boatos. Sou Colaborador deste empresa já alguns anos e respeitou os seus compromissos. Não se vêm sub-empreiteiros a reclamar falta de pagamento, clientes desiludidos, colaboradores sempre com ordenados em dia. Deixem-se de falar na TD. Só tenho uma coisa a dizer, TENHO MUITO ORGULHO DE TRABALHAR NESTA CASA, TEIXEIRA DUARTE.

  26. Lúcia Braga

    Parabéns ao EngenhariaCivil.com por terem abordado o tema de forma tão aberta.

  27. carlos

    “A FEUP apenas tem fama de formar bons engenheiros civis, porque de aprendizagem esqueçam..deixei de contratar recem licenciados da FEUP”

    o que?
    é muito triste ouvir alguem falar assim da melhor faculdade de engenharia do pais.
    A FEUP é uma excelente faculdade e sem duvida que forma grande engenheiros civis, com muita qualidade.

  28. NP

    Para responder a alguns comentários existentes neste post.

    De facto o que distingue FEUP das “outras” é sem sobra de dúvida a qualidade técnica. Pergunto-vos quantos Matos Fernandes, quantos Raimundos Delgados, Celsos Limas…e por ai fora que existem nas vossas UNV.?
    Conclui em Julho último o mestrado integrado em civil e choveram oportunidades de emprego. Bem, se pensarmos um bocadinho porque é que só chovem para os da FEUP?

    RESPOSTA À ENG.:
    Melhor Faculdade do País e reconhecida internacionalmente

    “Meus caros a FEUP é um tiro no escuro. Nem sabem dimensionar um pilar. Passam 5 anos a aprender materias que não teem nada a ver com o curso. forget it” – eu gosto da ignorância implícita nesta frase, devem mesmo estar a falar da quantidade exorbitante de politécnicos e universidades que tem professores que não sabem dimensionar um pilar, e acreditem que sei do que falo.

  29. TG

    lOOL, mas quem e que n sabe dimensionar um pilar, só podem estar a gozar…..

Comentar

* Obrigatório