A mostrar resultados 1 a 2 de 2

Tópico: Equipamentos de Musculação em Apartamento

  1. #1
    Membro Estagiário
    Data de Registo
    May 2019
    Mensagens
    2

    Padrão Equipamentos de Musculação em Apartamento

    Olá! Muito bom dia!

    tl;dr O resumo do post consta em negrito.

    Preciso muito da opinião de Engenheiros Civis quanto a um problema que me parece ser tecnicamente simples. Coloquei alguns equipamentos de musculação em minha sala mas estou com receio de montá-los até que alguns pontos acerca da estabilidade estrutural do edifício estejam esclarecidos. Gostaria apenas que avaliassem o quão plausível é o que está sendo proposto a fim de determinar se é mais viável chamar um engenheiro ou apenas me mudar para uma casa. Fui notificado pelo condomínio ontem a fornecer um laudo em até 15 dias então este caso está se tornando uma baita anilha no meu sapato.

    Vamos aos pontos:

    - Meu apartamento encontra-se no décimo terceiro e último andar do prédio.
    - A construção tem 30 anos.
    - Todos os equipamentos passíveis de produzir ruído são emborrachados e próprios para uso residencial.
    - A sala mede cerca de 5,0m X 2,5m.
    - A soma do peso de tudo o que consta na sala neste momento não excederá sequer 400KG, portanto em plena conformidade com a NBR 6120 se considerada a área total do ambiente (150kgf/m²). Moro sozinho, peso atualmente 66KG (o que varia bastante) e nunca recebo visitas, portanto o peso relativo a indivíduos sob o ambiente é negligível.





    Dentre os equipamentos adquiridos estão 108KG em anilhas, uns 20KG de barras e não mais que 60KG em bancos e cavaletes, o quais não são a maior de minhas preocupações já que estes quase não causam choque algum. A grande incógnita está na estação fitness, a qual pode ser vista parcialmente no canto superior esquerdo da primeira imagem. A estrutura pesa 130KG dos quais 82KG consistem em contrapesos sob dois amortecedores de borracha extra rígida de 2,5cm de altura ao fundo da pilha de pesos. Considerando o cenário mais adverso possível, me parece não haver margem para contração na estrutura de aço visando absorver o impacto no evento de uma ruptura das polias ou cabo quando todos os pesos estiverem em uso e em sua altura máxima (1,5 metros).

    Vale ressaltar que estas estações fitness são muito populares e amplamente difundidas sem qualquer ressalva quanto ao uso em apartamentos nem no manual nem na ficha técnica, segue como exemplo anúncios do exato modelo que comprei:

    Casas Bahia

    NetShoes

    Inclusive a adquiri diretamente do fabricante e o entregador da transportadora que os atende confirmou que realiza entregas em apartamentos com frequência.

    Não sou engenheiro civil, ao contrário, sou quase um completo ignorante no assunto, então não posso estimar o quanto a laje será capaz de "flexionar" para absorver este eventual impacto sem que isso estresse a estrutura aquém de sua capacidade. No entanto, tomando como base apenas o princípio do trabalho-energia está claro que haveria uma enorme quantidade de energia cinética (1205 Joules) sendo transferida para as bases de sustentação do equipamento em caso de rompimento do cabo de aço ou polias. Francamente não tenho a menor noção de quanto impacto um apartamento é projetado para suportar, ao alegar "enorme quantidade de energia" me baseio estritamente no quanto estimo que doeria se caísse no meu pé.

    Quando montada a estação terá o seguinte aspecto:



    São quatro pontos de contato no piso. Os calços presentes no apoio traseiro estão a uma distância de 60cm entre si, enquanto os do apoio dianteiro estão a 54cm (na ilustração acima o apoio dianteiro parece ser bem mais curto do que de fato é). As duas barras de apoio são separadas por uma distância de cerca de 81cm. Aquela chapa de metal mais adiante não toca o piso (ao menos não no estágio inicial de montagem em que deixei) então não estou certo se aquilo também atuará como um apoio para distribuir a carga dos contrapesos, considero que não.

    Ao que me consta, um dos pilares de sustentação do edifício está exatamente naquele canto onde a estrutura da estação começou a ser montada, esta é a razão pela qual escolhi aquele ponto em particular para guardar o equipamento mais denso até que tenha o aval para montá-lo.

    Fora estes equipamentos, só o que há de carga acidental nesta sala são três gabinetes desktop, três notebooks e um no-break que ficam localizados todos em um canto permanentemente, totalizando cerca de 30KG. Aquele colchão apoiado na parede será descartado. Ou seja, a sala ficará essencialmente dedicada à academia.

    Pontos adicionais que podem influir neste sentido:

    - Os equipamentos serão utilizados para treino "todos os dias" () mas apenas por mim, não há aplicação comercial neste cenário.
    - Embora trate-se de um edifício de 13 andares em uma região de relativo alto padrão e considerável densidade populacional de Curitiba, em conversa com o síndico veio a tona o fato que o prédio foi construído com materiais de segunda qualidade e de que a gestão não possui sua planta estrutural. Por tratar-se de uma obra de 30 anos e, ainda, somado ao fato que o síndico atual está no posto há poucos anos, não estamos cientes se há ou não Habite-se. Pasmem. Entretanto o síndico se prontificou a tentar obter junto à prefeitura quaisquer documentos que por ventura venham a ser solicitados por engenheiro contratado por mim.

    Pois bem, caso se estabeleça consenso aqui no sentido de que - ainda que embasado em mera análise superficial - respeitados os parâmetros indicados aqui qualquer prédio normal deve, sim, ser capaz de suportar facilmente esta demanda, contratarei um Engenheiro Civil para validar e assinar um laudo, ATR ou qualquer que seja o documento pertinente. Caso isso auxilie de algum modo, por mim este pode ter validade de 12 meses apenas pois não estarei mais aqui até lá. No entanto, caso afirmem ser pouco provável que a edificação suporte a carga proposta no curto prazo ou, ainda, que um estudo meticuloso será necessário, então é mais simples e barato pra mim apenas me mudar para uma casa às pressas. Não me custaria mais do que R$500 colocar as poucas tralhas que tenho em um caminhão-baú e buscar um chão mais firme para morar.

    Agradeço imensamente opiniões ou colocações adicionais possam vir a auxiliar na resolução deste dilema.

    Muito obrigado e tenham todos um ótimo dia!

  2. #2
    Membro Estagiário
    Data de Registo
    May 2019
    Mensagens
    2

    Padrão


             
    Desculpe atualizar meu próprio tópico mas não consegui atualizar o post original.

    Indagado à respeito, segue a resposta do fabricante:



    Em um único anúncio no ML eles têm 3244 unidades vendidas somente deste modelo específico, sem falar em todos os demais clientes que adquirem através de revendedores e lojas de varejo (a grande maioria presumo eu). Seguramente eles têm milhares e milhares de equipamentos instalados em apartamentos pelo Brasil, muitos até maiores e mais pesados que este...

Permissões de Publicação

  • Não pode criar novos tópicos
  • Não pode publicar respostas
  • Não pode publicar anexos
  • Não pode editar as suas mensagens
  •