Betão superhidrofóbico poderá aumentar durabilidade das nossas pontes e edifícios para 120 anos

30 Março, 2017.

Betão superhidrofóbico poderá aumentar durabilidade das nossas pontes e edifícios para 120 anos

Uma equipa de investigadores da Universidade de Wisconsin-Milwaukee (UWM) está a estudar novas formas de aumentar a durabilidade do betão, através da criação de linhas de defesa contra um dos mais temíveis inimigos das estruturas de betão armado, a água.

Para tal, os Engenheiros Civis da UWM criaram um betão inovador, com propriedades superhidrofóbicas, que é capaz de repelir a água e impedir que esta penetre no seio dos elementos estruturais.

O novo betão é fabricado com um material denominado Compósito Cimentício Superhidrofóbico que combate as degradações induzidas pela água de duas formas diferentes.
Por um lado, os investigadores da UWM utilizam um nano-aditivo que induz alterações ao nível molecular quando o elemento estrutural endurece, populando a superfície do betão com formações microscópicas alongadas em espigão. Estas formações originam o escorregamento imediato das gotas de água, impedindo a sua penetração na estrutura.
A outra forma de controlo consiste na adição, durante a mistura da argamassa, de óleo de siloxano. Este vai ocupar parte dos vazios do betão, sendo libertado quando ocorre fissuração. Esta substância impede que a água sature o elemento de betão.

Estas técnicas, combinadas com a utilização de reforço com fibras de álcool polivinílico ou polietileno de alta densidade, que permite reduzir a probabilidade de ocorrência de fendas de grande dimensão, tornam os elementos estruturais praticamente impermeáveis à água.
Ao reduzir a possibilidade do aumento significativo da dimensão das fibras, vai-se promover uma situação alternativa de microfissuração uniforme, que permitem a manutenção das características superhidrofóbicas do novo betão.

A mesma equipa está a desenvolver em simultâneo outras soluções que poderão permitir aumentar a resistência e durabilidade das estruturas. Por exemplo, os engenheiros norte-americanos criaram um tipo de betão ultra-permeável, dirigido à construção de infraestruturas rodoviárias e aeroportuárias, que permite que a água atravesse um pavimento de betão sem qualquer impedimento, sendo conduzida, de forma quase imediata, para as camadas drenantes inferiores.
Esta solução pode ser integrada em soluções urbanas sustentáveis de gestão de águas pluviais.

Fonte: EngenhariaCivil.com; UWM | Imagens: EngenhariaCivil.com; via UWM




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório