Isolamento de casas e captação de águas subterrâneas em debate na Região Norte da Ordem dos Engenheiros

Isolamento de casas e captação de águas subterrâneas em debate na Região Norte da Ordem dos Engenheiros

A Região Norte da Ordem dos Engenheiros (OERN) promove, esta quarta e quinta-feira, dias 29 e 30, no edifício-sede da OERN, no Porto, duas sessões de debate subordinadas aos temas “Captação de águas subterrâneas: engenharia ou bricolagem?” e “Até onde devemos isolar as nossas casas?“.

As sessões, de entrada livre, serão coordenadas por José Martins de Carvalho, Medalha de Mérito pela Federação Europeia de Geólogos, “Millenium Hydrogeologist”, pela International Association of Hydrogeologists na África do Sul, além de Professor Emérito do Instituto Superior de Engenharia do Porto e por Vasco Freitas, Professor catedrático da FEUP e diretor do Laboratório de Física das Construções.

De acordo com o geólogo José Martins de Carvalho, “A captação de águas subterrâneas em Portugal tem caminhado de mal a pior e a verdade é que o nível técnico é muito mau” e “criou-se a ideia de que é um buraco no chão, com uns tubos de plástico, mas é um trabalho que não pode ser deixado a intervenções tecnicamente menos elaboradas, do ‘vamos ver como é que corre'”.

Esta é uma oportunidade única de debater com um dos mais reconhecidos profissionais da área da hidrogeologia, que pretende “chamar a atenção para as más práticas que têm posto em causa a qualidade da água”.

Na segunda sessão o Professor Vasco Freitas será abordada “a influência dos salários, do custo da energia, da amenidade do nosso clima e dos hábitos culturais nas condições de temperatura que os nossos edifícios apresentam em condições correntes de utilização”. Neste âmbito o diretor do Laboratório de Física das Construções da FEUP defende que “por outro lado, sem por em causa a necessidade de isolar a envolvente opaca e transparente (coberturas, fachadas, pavimentos, envidraçados), devemos questionar se o modelo de certificação energética e a estratégia que adotamos ou que nos foi imposta é a mais adequada”.
De acordo com a OERN, Vasco Freitas acrescenta ainda que “devemos isolar o justo necessário sempre atendendo à nossa realidade económica, climática e cultural”.

A sessão “Captação de águas subterrâneas: engenharia ou bricolagem?” acontece esta quarta-feira, dia 29, pelas 16h30.
A sessão “Até onde devemos isolar as nossas casas?” acontece esta quinta-feira, 30 de março, às 18h30, na sede da OERN.

Informações
Ordem dos Engenheiros-Região Norte
Rua Rodrigues Sampaio, 123, 4000-425 Porto
T (+351) 222 071 300

Fonte: EngenhariaCivil.com; Ordem dos Engenheiros-Região Norte via Cláudia Brandão – Comunicação e Imprensa | Imagens (adaptadas): EngenhariaCivil.com; Ordem dos Engenheiros-Região Norte via Cláudia Brandão – Comunicação e Imprensa




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório