Investigadores norte-americanos desenvolvem selante hidrofóbico para betão à base de soja

7 Outubro, 2015.

Investigadores norte-americanos desenvolvem selante hidrofóbico à base de soja para betão

Uma startup da Universidade de Purdue desenvolveu um selante ecológico para betão, fabricado com óleo de soja, que possui características melhoradas relativamente aos produtos tradicionais. O “Fluid iSoylator” permite prolongar a vida útil de estruturas de betão, defendendo-as contra agressões ambientais, em particular dos danos resultantes da penetração da água através da sua superfície.

A partir do momento em que a água atravessa a superfície de um elemento de betão, o seu caminho até ao coração do material é facilitado pela rede interna de poros, que funciona como se de uma esponja se tratasse.
Em pouco tempo a rede de poros fica saturada de água que traz consigo sais que permanecem no interior do betão mesmo depois de a evaporação se processar. Ao cristalizarem estes sais originam danos no interior do elemento de betão.
Por outro lado, se a água se mantiver no interior do elemento e congelar, a expansão daí resultante vai igualmente promover o aparecimento de fissuras.

O Fluid iSoylator funciona como uma barreira hidrofóbica que impede que os líquidos atravessem a superfície do betão.
Ao contrário dos selantes tradicionais, que formam uma fina película protetora suscetível de ser danificada e perder a sua eficácia, o novo selante é absorvido pelo betão, penetrando no seu interior.
Além disso, o Fluid iSoylator permite que a água já existente no interior do elemento de betão se evapore, eliminando a necessidade de secagem prévia à aplicação do selante.

No vídeo seguinte, Paul Imbrock, investigador em Purdue e Presidente da About Environmental Concrete Products, que comercializa o Fluid iSoylator fala da forma como o novo selante para betão foi desenvolvido, das suas principais características e da forma como atua na defesa da integridade das estruturas de betão.

(ver vídeo em fullscreen)

Fonte: Universidade de Purdue | Imagens (adaptadas): Paul Imbrock/About Environmental Concrete Products via Universidade de Purdue | Video: Paul Imbrock/About Environmental Concrete Products via Universidade de Purdue




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório