Noruegueses desenvolvem robôs serpente para inspeção de estruturas marítimas

29 Abril, 2016.

Noruegueses desenvolvem robôs serpente para inspeção de estruturas marítimas

A Eelume, uma empresa spin-off da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), em colaboração com as multinacionais Kongsberg Maritime e Statoil, desenvolveu um inovador robot nadador dirigido à inspeção de estruturas subaquáticas.

O equipamento que possibilita, além da observação detalhada do estado de conservação das estruturas, efetuar pequenas reparações localizadas, permitirá a redução significativa dos custos de campanhas de inspeção, manutenção e conservação em alto mar.

O modo de locomoção do robot, que se assemelha ao de uma serpente aquática, teve como base os resultados obtidos, ao longo de mais de 10 anos, pelos programas de investigação de mobilidade robótica da NTNU e da Fundação para a Pesquisa Científica e Industrial (SINTEF).

Este robot nadador possui um chassis reforçado, capaz de suportar as elevadas pressões que se fazem sentir a grandes profundidades, durante trabalhos de inspeção visual, limpeza e ajustamento de válvulas, entre outros, no leito marítimo.

Em vez do uso de Veículos Subaquáticos Operados Remotamente (ROVs) que são transportados em embarcações de grande porte, especialmente para a inspeção de infraestruturas marítimas, os robots da Eelume ficam permanentemente instalados no leito marítimo, realizando inspeções periódicas de forma autónoma ou com intervenção humana por intermédio de controlo remoto.

Devido à sua geometria dinâmica e flexível e facilidade de locomoção, os robots nadadores podem efetuar inspeções e reparações em áreas confinadas e permitem a ancoragem de uma das suas extremidades, o que possibilita a manipulação de pesos elevados ou a abertura de válvulas de grandes dimensões.

Fonte: Eelume/Kongsberg | Imagens (adaptadas) e Vídeo: via Kongsberg




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório