Inteligência artificial na deteção de falhas em sistemas ferroviários de levitação magnética

18 Agosto, 2015.

Inteligência artificial na deteção de falhas em sistemas ferroviários de levitação magnética

Investigadores da Escola de Engenharia da Universidade de Lincoln, no Reino Unido e da Faculdade de Tecnologia da Universidade Nacional Técnica de Atenas, Grécia, criaram um sistema inovador de deteção de falhas em sistemas ferroviários de levitação magnética. A nova tecnologia faz uso de princípios de inteligência artificial, dispensando a necessidade de utilização um grande número de sensores e reduzindo significativamente os custos computacionais.

O sistema funciona através de redes neurais artificiais, algoritmos computacionais utilizados para imitar a forma eficiente como os neurónios estão estruturados no cérebro humano. Isto permite tornar a inspeção e teste de mecanismos de suspensão de composições ferroviárias do tipo Maglev mais rápida e simples.

Uma vez que diz respeito a sistemas críticos, nos quais a fiabilidade dos dispositivos de controlo e segurança é essencial, a nova tecnologia de deteção de falhas em sistemas ferroviários de levitação magnética está a ser atualmente ensaiada em múltiplos cenários.

Caso os resultados sejam satisfatórios, fica aberta a possibilidade de substituição dos sistemas atuais de monitorização, complexos e dispendiosos, por este novo sistema, cujos princípios podem inclusivamente ser aplicado em muitas outras áreas da engenharia.

Fonte: Universidade de Lincoln | Imagem (adaptada): via Evans Electric




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório