A Tubagem Infinita de Mo Ehsani

10 Setembro, 2012.

A Tubagem Infinita de Mo Ehsani

Um Professor do curso de Engenharia Civil da Universidade do Arizona criou um conceito que poderá revolucionar a indústria de fabrico de tubagens para construção civil. Mo Ehsani, utilizou polímeros reforçados com fibras (FRP)  – grelhas poliméricas recobertas com camadas de fibra de carbono impregnadas com resina epoxy – e um método construtivo inovador que, em teoria, permite criar uma tubagem de comprimento infinito.

A utilização de tubagens em construção civil recorre tradicionalmente à pré-fabricação, com betão, aço, ferro fundido ou polímeros, entre outros. As tubagens, de comprimento e diâmetro standard, são então transportadas para a obra e assentadas.

O sistema InfinitPipe, criado pelo Professor Ehsani, aposta no fabrico in-situ da tubagem, de acordo com as necessidades específicas da obra em termos de secção, de comprimento e alinhamento longitudinal da tubagem.

A Tubagem Infinita de Mo Ehsani

O processo de fabrico do InfinitPipe consiste em envolver um molde tubular, de diâmetro ajustável, com camadas de grelha plástica e fibra de carbono ou fibra de vidro, impregnada com resina epoxy de secagem rápida. Após a secagem, a tubagem desenforma-se facilmente, podendo deslizar ao longo do molde e ser acrescentada uma nova secção. É esta particularidade do processo que permite o fabrico de tubagens sem juntas de assemblagem e, teoricamente, sem limite de comprimento.

A Tubagem Infinita de Mo Ehsani

A ausência de juntas diminui radicalmente a probabilidade de fugas, o que é importante quando o líquido transportado é água, mas imprescindível quando se trata de águas residuais e fluidos inflamáveis ou tóxicos.

O processo prevê que o dispositivo de fabrico automático possa ser montado num veículo, que se vai movendo à medida que a tubagem é criada e assentada em obra.

Este processo é também mais sustentável, pois elimina a necessidade de transporte de tubagens para a obra. Apenas são transportados os materiais para fabrico, que possuem um peso bastante inferior aos materiais “tradicionais” – estas tubagens têm apenas 15% do peso de tubagens correntes com a mesma resistência.
Também os custos de manutenção são menores, uma vez que os FRP não estão sujeitos a corrosão e não necessitam de proteção catódica.

Ainda este ano, vai ser pela primeira vez utilizado o InfinitPipe em larga escala, numa obra de cerca de 11 milhões de dólares que faz parte do projeto de abastecimento de água de Navajo-Gallup.

Imagens : Universidade do Arizona, InfinitPipe, PipeMedic
Fonte: Universidade do Arizona, PipeMedic


Outros artigos interessantes:

Engenheiros Alemães Tornam Barragens Norte-Americanas Mais Eficientes
Reino Unido Planeia Construir Gigantesca Estrutura para Aproveitamento de Energia das Marés em 2015
Super Sistema de Esgotos de 5.3 Mil Milhões de Euros Vai ser Construído em Londres
SmartPipe: Uma Tubagem com Monitorização Estrutural Integrada
Novos Sensores Permitem a Avaliação em Tempo Real da Qualidade da Água
Turbinas Francis Estão a Falhar em Série nas Barragens da Noruega

         
         


Tópicos Relacionados

         -  Agua quente
         -  Energia Específica
         -  Watercad
         -  Giswater - programa gratuito para a gestão de redes de ...
         -  Preciso de um engenheiro hidráulico!?
         -  Colector supenso em tecto falso
         -  Obras de reconstrução da barreira de protecção costeira da ...
         -  Rede ramificada ou malhada
         -  Dimensionamento de bomba a utilizar
         -  Uso Hammer Bentley 08.11.04.58
          

Artigos Relacionados

         -  Turbinas Francis Estão a Falhar em Série nas Barragens ...
         -  Novos Sensores Permitem a Avaliação em Tempo Real da Qualidade ...
         -  SmartPipe: Uma Tubagem com Monitorização Estrutural Integrada
         -  Estudo Português de Otimização de Produção de Energia ...
         -  EUA Utilizam Energia dos Escoamentos em Tubagens de Redes de Abastecimento ...
         -  Super Sistema de Esgotos de 5.3 Mil Milhões de Euros Vai ...
         -  Reino Unido Planeia Construir Gigantesca Estrutura para Aproveitamento de Energia das ...
         -  Engenheiros Alemães Tornam Barragens Norte-Americanas Mais Eficientes
         -  Investigadores Espanhóis Desenvolvem Sistema Inovador de Otimização de ETAR
         -  Nexus – A Nova Geração de Turbinas para Aproveitamento de Energia ...

Vídeos Relacionados

         -  Novo Túnel de Controlo de Cheias do Tamisa
         -  Maior Infraestrutura de Energia das Marés do Mundo Avança ...
         -  Barreiras de Proteção Costeira Contra o Furacão Sandy
         -  Tubo de Venturi – Medição de Diferenças de Pressão ...
         -  Roda de Falkirk – Um Extraordinário Elevador Rotativo
         -  Instalação de Tubagens Através de Cravação Dinâmica
         -  Descarga Barragem Santa Luzia
         -  Gerador de Energia das Ondas em Funcionamento
         -  Catástrofe na Madeira – Parte 2
         -  Catástrofe na Madeira – Parte 1

2 Comentários a A Tubagem Infinita de Mo Ehsani

  1. Sillvio Pittra

    Ola, eu aabei de terminar a Minha Licenciatura em Eng. Civil na Área de Hidraulica, e gostaria de ter mais informaçãoes a cerca da Tubagem Infinita do Professor Mo Ehsani

  2. Conferência Internacional Sobre Polímeros Reforçados com Fibras em Engenharia Civil | EngenhariaCivil.com

    […] a 22 de Agosto em Vancouver, no Canadá, a Sétima Conferência Internacional Sobre Compósitos de Polímeros Reforçados com Fibras em Engenharia Civil (CICE 2014). Durante o evento, dirigido a engenheiros civis e académicos, […]

Comentar

* Obrigatório