Medindo caudais de rios através de análise digital de imagens

26 Abril, 2016.

Medindo caudais de rios através de análise digital de imagens

Um investigador da Escola de Engenharia da Universidade de Kobe, no Japão, desenvolveu um processo de medição de caudais de rios, recorrendo a tecnologias computorizadas de análise de imagens de vídeo, que permite a obtenção de valores extremamente precisos, de forma mais prática que os métodos tradicionais.

O processo, criado pelo Professor Ichiro Fujita, faz uso de um software denominado KU-STIV (“Kobe University Space-Time Image Velocimetry”) e é dirigido à integração em sistemas de gestão de riscos de cheias.

Ao contrário das taxas de precipitação, que podem ser obtidas, de forma automática e extremamente precisa, através de tecnologias de radar, os dados referentes a caudais, para integração em sofisticados sistemas de gestão de riscos de cheias, continuam a ser adquiridos de forma manual ou com recurso a medidores hidroacústicos de corrente.

O novo software japonês funciona com base em imagens de vídeo, recolhidas através de câmaras de vigilância ou através de drones.

De acordo com a Universidade de Kobe, o programa sobrepõe linhas de referência virtuais, com comprimento situado entre 10 a 20 metros, às imagens da superfície do curso de água. Estas linhas, paralelas à direção do escoamento, servem de base ao cálculo da velocidade, permitindo a medição do tempo que uma determinada característica superficial ou matéria em suspensão demora a percorrer uma determinada trajetória.
Com base nesse dados, o software KU-STIV analisa a distribuição de velocidades para calcular, de forma indireta, o caudal do rio.

O sistema, que está a ser melhorado para permitir a medição em tempo quase-real, foi já adotado pelo Ministério Japonês da Terra, Infraestruturas, Transportes e Turismo e pela Prefeitura de Hyogo.

Fonte e Imagens (adaptadas): Universidade de Kobe




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório