96 milhões de bolas de plástico usadas para proteger reservatórios de água na Califórnia

12 Agosto, 2015.

96 milhões de bolas de plástico usadas para proteger reservatórios de água na Califórnia

Denominadas “bolas de sombra” são um novo e peculiar método de minimizar a evaporação de água em reservatórios de superfície livre. Cerca de 20 mil destas bolas de plástico, que fornecem também proteção contra poeiras, animais e reações químicas adversas, foram esta semana despejadas num reservatório de água em Los Angeles, EUA. A operação faz parte de um projeto de larga escala, que representou um investimento de 35 milhões de dólares e que fez uso de 96 milhões de bolas para combater a seca prolongada no estado da Califórnia.

Além de prático e eficiente este processo é também sustentável, uma vez que as bolas de plástico, com cerca de 10 centímetros de diâmetro, têm um custo de fabrico de apenas 36 cêntimos de dólar e podem ser facilmente recolhidas e reutilizadas. O seu tempo de vida previsto é de cerca de 10 anos.

De acordo com a Agência de Proteção do Ambiente dos EUA, o projeto permitirá conservar uns estimados 1135 milhões de litros de água por ano. Ao contrário das previsões iniciais, que apontavam a necessidade de um investimento próximo de 300 milhões de dólares para cobrir todos os grandes reservatórios que fazem parte do programa, o projeto acabou por ter um custo quase 10 vezes inferior, muito devido à otimização nos processos de fabrico das pequenas bolas.

O reservatório onde esta semana foram colocadas as últimas bolas de polietileno, faz parte do Complexo Van Norman, de 700 mil metros quadrados de área. No total foram necessárias 55 mil bolas de cor negra, tratadas com um revestimento que bloqueia as radiações ultravioleta, para cobrir toda a superfície.

(ver vídeo em fullscreen)

Fonte, Vídeo e Imagens (adaptadas): Gene Blevins/ REX Shutterstock via DailyMail; Newser; EPA




Outros artigos interessantes:




1 Comentário a 96 milhões de bolas de plástico usadas para proteger reservatórios de água na Califórnia

  1. Guilherme Bonesso da Cunha

    O Fato dela ter a cor escura, tendo assim, maior absorção dos raios solares, não iria atrapalhar o sistema? Ou seja, ao invés de minimizar a evaporação da água, o processo seria inverso, as bolas plasticas iriam absorver o calor e aquecer a água com maior facilidade, sendo assim, água entraria em processo de ebulição?

Comentar

* Obrigatório