Como funcionam os amortecedores de massa sintonizada (TMD) em arranha-céus

8 Junho, 2016.

Como funcionam os amortecedores de massa sintonizada (TMD) em arranha-céus

Os sistemas de amortecimento de massa sintonizada (TMD – tuned mass damper) são dispositivos de precisão, essenciais para a estabilização dos mais altos arranha-céus do mundo. Mas como funcionam exatamente estas maravilhas da engenharia de estruturas moderna?

Essa é precisamente a pergunta a que um pequeno vídeo do canal “Practical Engineering” procura dar resposta.

Durante a primeira parte do vídeo é efetuada a construção de um modelo de um edifício, para demonstração dos princípios teóricos básicos do comportamento dos osciladores.

É efetuada a determinação da frequência natural do modelo e ajuste das características do TMD para otimizar a resposta a ações dinâmicas.

Os sistemas de amortecimento de massa sintonizada, são compostos por elementos de grande dimensão, que chegam a atingir várias centenas de toneladas de peso. Encontram-se conectados à estrutura principal do edifício, protegendo-o dos efeitos dinâmicos do vento ou de origem sísmica, através da redução da amplitude da vibração, por intermédio da absorção da energia cinética.

Ao minimizar a oscilação, os amortecedores de massa sintonizada permitem, por um lado, diminuir a magnitude esforços instalados na estrutura e por outro, tornar habitáveis os pisos superiores de arranha-céus, que de outra forma se tornariam demasiado desconfortáveis para ocupação humana.

Um dos exemplos mais incríveis do uso de amortecedores de massa sintonizada é o mega-arranha-céus Taipei 101, localizado em Taiwan. Este edifício possui um enorme damper passivo esférico com cerca de 660 toneladas de peso, o maior do mundo do seu género.

Fonte: Practical Engineering; EngenhariaCivil.com | Imagens (adaptadas) e Vídeo: via Practical Engineering




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório