Avaliação estrutural automática de estradas e obras de arte após desastres naturais

14 Novembro, 2016.

Avaliação estrutural automática de estradas e obras de arte após desastres naturais

Uma equipa de investigadores da Universidade do Novo México, nos EUA, desenvolveu um sistema capaz de avaliar, de forma rápida e precisa os danos sofridos em pontes, estradas e outras infraestruturas críticas, no decurso da ocorrência de desastres naturais tais como sismos ou inundações.

O estudo, que se desenvolveu nos últimos dois anos e levou à criação de um produto comercial, contou com a colaboração da Universidade de San Diego e da empresa multinacional BAE Systems, bem como com o apoio do Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT).

A tecnologia é composta por duas componentes principais, um conjunto de câmaras, montadas a bordo de um Veículo Aéreo Não Tripulado (UAV/”drone”) que recolhem imagens de elevada definição e um software que permite analisar e interpretar automaticamente aquelas imagens.

A aplicação da técnica pressupõe que sejam recolhidas imagens previamente à ocorrência do desastre natural, para que exista um cenário de base que possa ser utilizado como ponto de partida e comparação na análise.
É portanto necessário que o drone percorra a área a monitorizar e faça uma inspeção fotográfica detalhada prévia de pontos críticos da infraestrutura civil.

Após a ocorrência do desastre são efetuadas novas passagens do drone sobre a zona afetada.

Desta forma é possível obter o cenário do antes e do depois da ocorrência do desastre natural.
A capacidade do software analisar e estimar rapidamente quais as estradas e pontes que se encontram em risco de colapso e quais as que se encontram numa situação de segurança, permite possam ser fornecidas às equipas de salvamento informações vitais sobre a perigosidade de uma determinada área.

As metodologias de implementação do sistema permitem que possam ser detetadas alterações à infraestrutura com uma precisão inferior a 4 centímetros. Esta precisão poderá sofrer um incremento significativo nos próximos anos, na sequência do aparecimento de dispositivos de fotografia aérea com maior qualidade e resolução.

Fonte: Universidade do Novo México | Imagens (adaptadas): Universidade do Novo México




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório