Avaliação de estruturas de betão danificadas pelo fogo através de varrimento laser

21 Dezembro, 2016.

Avaliação de estruturas de betão danificadas pelo fogo através de varrimento laser

Uma equipa de investigadores da Universidade de Nottingham está a estudar a viabilidade do uso de técnicas de varrimento laser para a deteção de zonas danificadas no seio de estruturas de betão armado que estiveram sujeitas à ação destruidora de incêndios.

Apesar do betão ser um material de construção naturalmente resistente à ação do fogo, sendo capaz de reter grande parte da sua capacidade portante depois de um incêndio, as elevadas temperaturas têm um efeito nefasto nas suas propriedades físicas, químicas e mecânicas. Além disso, partir dos 300ºC, os elementos de betão sofrem uma perda significativa de resistência.

A garantia da integridade de estruturas de betão armado, como pontes ou edifícios, danificadas pelo fogo, passa pela utilização de técnicas de avaliação da segurança estrutural que permitam a determinação da capacidade residual de suporte e durabilidade. Com estes dados é então possível prever métodos apropriados de reabilitação ou, em última análise, demolir a estrutura.

As técnicas de avaliação in-situ tradicionais recorrem a inspeção visual dos elementos de betão danificados, em busca de variações de tonalidade, descoloração e outros sinais de patologia. Em paralelo podem ser realizados ensaios destrutivos com provetes de betão.

O estudo conduzido pelos engenheiros britânicos centrou-se na avaliação do uso de tecnologias de varrimento laser terrestre como método alternativo não destrutivo de avaliação da integridade de estruturas de betão e circunscrição de zonas danificadas por elevadas temperaturas.

Os investigadores centraram-se na influência da variação do ângulo de incidência e distância do varrimento, na intensidade do laser, bem como na variação de cor da superfície dos elementos de betão.

Os ensaios foram realizados com provetes de betão à temperatura ambiente e provetes aquecidos a temperaturas de até 1000ºC. Isto permitiu perceber de que forma a intensidade do laser e as tonalidades superficiais (capturadas com recurso a câmaras de elevada definição) eram afetadas, tendo sido estabelecidas correlações importantes que permitem a avaliação da condição e extensão dos danos em estruturas de betão.

Fonte: Universidade de Nottingham | Imagens (adaptada/ilustrativa): via Imanada




Outros artigos interessantes:




2 Comentários a Avaliação de estruturas de betão danificadas pelo fogo através de varrimento laser

  1. Francisco Cunha

    … Aqui fica mais Informação Adicional para quem trabalha na Área e principalmente os descrentes neste tipo de informação,,, sempre actual para evolução de o próprio profissional que não trabalha na mesma forma que quando abraçou o mercado de Trabalho…???

  2. Open Day APSEI será dedicado à segurança contra incêndio em edifícios | EngenhariaCivil.com

    […] – APSEI promove, no próximo dia 7 de março, na Sede da APSEI, em Sacavém, o Open Day APSEI Proteção Contra Incêndio, que será dedicado às obrigatoriedades de segurança contra incêndio em […]

Comentar

* Obrigatório