Já são conhecidos os melhores projetos de arranha-céus de 2018

7 Junho, 2018.

Já são conhecidos os melhores projetos de arranha-céus de 2018

O Conselho de Edifícios Altos e Habitat Urbano (CTBUH) revelou, por ocasião da Conferência sobre Inovação Urbana e de Grande Altura 2018, os vencedores dos Prémios de Melhores Edifícios de Grande Altura 2018.

Os candidatos foram enquadrados em nove categorias individuais, tendo sido atribuídas distinções nas áreas do projeto e construção de edifícios de grande altura, habitat urbano, inovação, processo construtivo e projeto da década.

O Hotel Oasia, em Singapura, arrecadou os prémios de Melhor Edifício de Grande Altura da Ásia e Australásia e Melhor Edifício de 2018, graças ao seu caráter inovador no que diz respeito ao projeto e execução de fachadas verdes e integração com o espaço urbano circundante.

O conjunto residencial American Copper, em Nova Iorque foi o vencedor na categoria regional de Melhor Edifício de Grande Altura da Américas, o edifício “The Silo”, em Copenhaga, arrebatou o primeiro lugar na categoria Melhor Edifício Europeu de Grande Altura e o Zeitz MOCAA, na Cidade do Cabo, foi o ganhador do prémio de Melhor Edifício de Grande Altura das regiões do Médio Oriente e África.

Na categoria de habitat urbano, que visa distinguir projetos com contribuição urbana significativa, enquadramento com o ambiente circundante e sustentabilidade social, o vencedor foi o Master Plan do World Trade Center, em Nova Iorque.

Na área de inovação no dimensionamento e implementação de processo inovadores durante a construção e operação, o primeiro lugar foi para o sistema de elevadores MULTI, da empresa alemã Thyssenkrupp. Este sistema de elevadores não utiliza cabos e permite que vários elevadores circulem em simultâneo no mesmo poço de elevação. O sistema requer igualmente poços com menor secção, o que permite aumentar significativamente a área útil em edifícios de grande altura.

Na categoria de inovação em construção, atribuída a projetos que se distinguiram pela qualidade na construção, inovação tecnológica significativa nos processos construtivos e uma execução proficiente, o prémio da CTBUH foi para o EY Centre. Este é o primeiro edifício de grande altura do mundo com fachadas de madeira e aço, a usar o sistema CCF, de cavidade fechada.

O prémio para o edifício da década, foi repartido pela Torre do New York Times, pelo seu desempenho ao longo dos últimos dez anos, tanto a nível funcional, como de eficiência energética e pelo arranha-céus Shanghai World Financial Center.

 

Fonte: EngenhariaCivil.com; CTBUH | Imagens (adaptadas): EngenhariaCivil.com; via CTBUH




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório