Resolvendo a fissuração do betão armado através do uso de cimento auto reparador

15 Fevereiro, 2017.

Resolvendo a fissuração do betão armado através do uso de cimento auto reparador

O Laboratório Nacional Pacific Northwest (PNNL) desenvolveu um novo tipo de cimento que permite a autorreparação de elementos estruturais de betão armado. Este novo cimento auto reparador incorpora materiais poliméricos e permite uma reparação em contínuo de fissuras em estruturas de Engenharia Civil.

Embora com aplicação transversal a todas as áreas do setor da construção, o cimento auto reparador do PNNL foi desenvolvido especificamente para aplicação em poços de exploração de energia geotérmica.
O betão utilizado para manter a integridade estrutural destes poços tem um tempo de vida útil de 30 a 40 anos, ao fim do qual é quase inevitável o aparecimento de patologia estrutural que impossibilita o uso ou reduz significativamente o desempenho dos poços.

O aparecimento de fissuração nas paredes dos poços geotérmicos torna os mesmos extremamente vulneráveis a fugas, reduz a sua resistência e aumenta a probabilidade do aparecimento de fenómenos de oxidação e corrosão.
Uma possível solução é a utilização de um programa de manutenção apertado, no entanto a reparação de uma destas estruturas subterrâneas pode facilmente ascender a vários milhões de euros. Implica a escavação, reparação, reinstalação e substituição de materiais, bem como a paragem na produção de eletricidade para o poço em questão.

O novo betão permite a autorreparação, em contínuo, da fissuração das paredes dos poços, poupando às empresas exploradoras dezenas de milhões de euros e possibilitando a produção energética sem quaisquer interrupções.

Para a produção do novo cimento, os engenheiros do Laboratório Nacional Pacific Northwest incorporam 5 a 20% de um material polimérico, em cimento Portland. Em laboratório, betão fabricado com o novo cimento, danificado artificialmente, autorreparou-se em apenas alguns dias. No entanto a equipa de investigadores está a aumentar ainda mais a performance do novo material, prevendo que em breve a autorreparação se dê, dependendo da extensão da patologia, em apenas algumas horas.

O mecanismo de autorreparação funciona em contínuo e indefinidamente, possibilitando a manutenção da propriedades reológicas e mecânicas dos elementos de betão que incorporam as estruturas de Engenharia Civil.

Fonte: EngenhariaCivil.com; PNNL | Imagens: EngenhariaCivil.com; PNNL




Outros artigos interessantes:

LimitState:GEO 3.2 - Nova Versão do Software de Geotecnia já Disponível
GEO5 Software para Soluҫões Geotécnicas
Uso de Barreiras Vibratórias na Proteção Sísmica de Edifícios
PCSheetPileWall 1.36: Software de dimensionamento de cortinas de estacas prancha
O poder da estabilização mecânica de solos
Projeto 901: Um dos mais incríveis empreendimentos geotécnicos subterrâneos da década

         
         


Tópicos Relacionados

         -  fazer cave em moradia geminada - controlo de humidades
         -  Substituição de aterro não controlado encima de rocha firme
         -  Aterramento de superfície concretada
         -  Especificação LNEC E 202 – 1967 Solos. Determinação da quantidade de sulfatos
         -  Projeto residencial de baixo custo - Duvida 01: Fundação
         -  Muro de contenção de terras
         -  Leitor de cartões MEMOLEC da JEAN LUTZ
         -  Alguém pode me ajudar com essa questão ?
         -  Maciços de encabeçamento de estacas
         -  Estacas metálicas cravadas
          

Artigos Relacionados

         -  Projeto 901: Um dos mais incríveis empreendimentos geotécnicos subterrâneos ...
         -  O poder da estabilização mecânica de solos
         -  PCSheetPileWall 1.36: Software de dimensionamento de cortinas de estacas prancha
         -  PyPile 0.2.0: Análise da resposta lateral de estacas
         -  Execução das fundações do edifício Museu 1000 em Miami
         -  Engenheiros da Universidade de Purdue constroem câmara para a simulaçã...
         -  Uso de Barreiras Vibratórias na Proteção Sísmica de ...
         -  GEO5 Software para Soluҫões Geotécnicas
         -  Utilização de Blocos de Geoespuma na Minimização de Assentamentos ...

Vídeos Relacionados

         -  Instalação de Tuneladoras de 550 Toneladas
         -  Avanço de uma Tuneladora TBM
         -  Batedores de Estacas de Banguecoque
         -  Como Funciona uma Tuneladora
         -  Excitação Sísmica de Talude Contínuo
         -  Estacas Moldadas
         -  Liquefacção de Solos 2
         -  Liquefacção de Solos
         -  Animação Plaxis
         -  Equipamento para Prospecção em Zonas Pantanosas

Comentar

* Obrigatório