Resolvendo a fissuração do betão armado através do uso de cimento auto reparador

15 Fevereiro, 2017.

Resolvendo a fissuração do betão armado através do uso de cimento auto reparador

O Laboratório Nacional Pacific Northwest (PNNL) desenvolveu um novo tipo de cimento que permite a autorreparação de elementos estruturais de betão armado. Este novo cimento auto reparador incorpora materiais poliméricos e permite uma reparação em contínuo de fissuras em estruturas de Engenharia Civil.

Embora com aplicação transversal a todas as áreas do setor da construção, o cimento auto reparador do PNNL foi desenvolvido especificamente para aplicação em poços de exploração de energia geotérmica.
O betão utilizado para manter a integridade estrutural destes poços tem um tempo de vida útil de 30 a 40 anos, ao fim do qual é quase inevitável o aparecimento de patologia estrutural que impossibilita o uso ou reduz significativamente o desempenho dos poços.

O aparecimento de fissuração nas paredes dos poços geotérmicos torna os mesmos extremamente vulneráveis a fugas, reduz a sua resistência e aumenta a probabilidade do aparecimento de fenómenos de oxidação e corrosão.
Uma possível solução é a utilização de um programa de manutenção apertado, no entanto a reparação de uma destas estruturas subterrâneas pode facilmente ascender a vários milhões de euros. Implica a escavação, reparação, reinstalação e substituição de materiais, bem como a paragem na produção de eletricidade para o poço em questão.

O novo betão permite a autorreparação, em contínuo, da fissuração das paredes dos poços, poupando às empresas exploradoras dezenas de milhões de euros e possibilitando a produção energética sem quaisquer interrupções.

Para a produção do novo cimento, os engenheiros do Laboratório Nacional Pacific Northwest incorporam 5 a 20% de um material polimérico, em cimento Portland. Em laboratório, betão fabricado com o novo cimento, danificado artificialmente, autorreparou-se em apenas alguns dias. No entanto a equipa de investigadores está a aumentar ainda mais a performance do novo material, prevendo que em breve a autorreparação se dê, dependendo da extensão da patologia, em apenas algumas horas.

O mecanismo de autorreparação funciona em contínuo e indefinidamente, possibilitando a manutenção da propriedades reológicas e mecânicas dos elementos de betão que incorporam as estruturas de Engenharia Civil.

Fonte: EngenhariaCivil.com; PNNL | Imagens: EngenhariaCivil.com; PNNL




Outros artigos interessantes:

Franceses Desenvolvem Inovadora Barreira de Proteção Sísmica de Estruturas de Engenharia Civil
Utilização de Blocos de Geoespuma na Minimização de Assentamentos em Solos Compressíveis
GEO5 Software para Soluҫões Geotécnicas
Uso de Barreiras Vibratórias na Proteção Sísmica de Edifícios
PCSheetPileWall 1.36: Software de dimensionamento de cortinas de estacas prancha
O poder da estabilização mecânica de solos

         
         


Tópicos Relacionados

         -  Substituição de aterro não controlado encima de rocha firme
         -  Aterramento de superfície concretada
         -  Especificação LNEC E 202 – 1967 Solos. Determinação da quantidade de sulfatos
         -  Projeto residencial de baixo custo - Duvida 01: Fundação
         -  Muro de contenção de terras
         -  Leitor de cartões MEMOLEC da JEAN LUTZ
         -  Alguém pode me ajudar com essa questão ?
         -  Maciços de encabeçamento de estacas
         -  Estacas metálicas cravadas
         -  Taxa de Empolamento
          

Artigos Relacionados

         -  O poder da estabilização mecânica de solos
         -  PCSheetPileWall 1.36: Software de dimensionamento de cortinas de estacas prancha
         -  PyPile 0.2.0: Análise da resposta lateral de estacas
         -  Execução das fundações do edifício Museu 1000 em Miami
         -  Engenheiros da Universidade de Purdue constroem câmara para a simulaçã...
         -  Uso de Barreiras Vibratórias na Proteção Sísmica de ...
         -  GEO5 Software para Soluҫões Geotécnicas
         -  Utilização de Blocos de Geoespuma na Minimização de Assentamentos ...
         -  LimitState:GEO 3.2 – Nova Versão do Software de Geotecnia já Disponí...

Vídeos Relacionados

         -  Instalação de Tuneladoras de 550 Toneladas
         -  Avanço de uma Tuneladora TBM
         -  Batedores de Estacas de Banguecoque
         -  Como Funciona uma Tuneladora
         -  Excitação Sísmica de Talude Contínuo
         -  Estacas Moldadas
         -  Liquefacção de Solos 2
         -  Liquefacção de Solos
         -  Animação Plaxis
         -  Equipamento para Prospecção em Zonas Pantanosas

Comentar

* Obrigatório