Revelado mistério da sobrevivência da Torre de Pisa aos sismos em Itália

16 Maio, 2018.

Revelado mistério da sobrevivência da Torre de Pisa aos sismos em Itália

Uma equipa de investigadores de diversas universidades e institutos europeus tenta desvendar os segredos por detrás da sobrevivência, desde a Idade Média, da aparentemente instável Torre de Pisa, em Itália, aos fortes sismos que sempre assolaram a região.

Apesar da sua posição precária, com uma inclinação de 5 graus e um deslocamento de 5 metros no topo da estrutura de 58 metros de altura, a Torre de Pisa resistiu a pelo menos quatro grandes sismos desde 1280.
Dada a posição vulnerável da estrutura, seria espectável que a mesma sofresse danos consideráveis ou até mesmo o colapso até com sismos de pequena intensidade.

Contando com especialistas em engenharia sísmica do Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Bristol e da Universidade Roma Tre, a equipa explorou a forma como se processa a interação solo-estrutura nas fundações da Torre.

A análise de um conjunto massivo de dados sismológicos, geotécnicos e estruturais relativo à estrutura em si e à zona envolvente, permitiu concluir que a resistência da Torre se deve sobretudo às características singulares da interação dinâmica solo-estrutura.

A altura e rigidez da estrutura centenária, combinados com os solos moles da fundação, promovem uma modificação muito substancial das características vibracionais. Isto origina que a Torre não ressoe com o movimento do solo durante a ocorrência de um sismo.

Ironicamente, o mesmo solo que originalmente causou o assentamento diferencial das fundações serve também de escudo da estrutura contra os efeitos nefastos dos sismos.

Fonte: EngenhariaCivil.com; Universidade de Bristol | Imagens (adaptadas/ilustrativas): EngenhariaCivil.com; via Palo Cech




Outros artigos interessantes:


         
    


Tópicos Relacionados

         -  fazer cave em moradia geminada - controlo de humidades
         -  Substituição de aterro não controlado encima de rocha firme
         -  Aterramento de superfície concretada
         -  Especificação LNEC E 202 – 1967 Solos. Determinação da quantidade de sulfatos
         -  Projeto residencial de baixo custo - Duvida 01: Fundação
         -  Muro de contenção de terras
         -  Leitor de cartões MEMOLEC da JEAN LUTZ
         -  Alguém pode me ajudar com essa questão ?
         -  Maciços de encabeçamento de estacas
         -  Estacas metálicas cravadas
          

Artigos Relacionados

         -  Projeto 901: Um dos mais incríveis empreendimentos geotécnicos subterrâneos ...
         -  Resolvendo a fissuração do betão armado através do ...
         -  O poder da estabilização mecânica de solos
         -  PCSheetPileWall 1.36: Software de dimensionamento de cortinas de estacas prancha
         -  PyPile 0.2.0: Análise da resposta lateral de estacas
         -  Execução das fundações do edifício Museu 1000 em Miami
         -  Engenheiros da Universidade de Purdue constroem câmara para a simulaçã...
         -  Uso de Barreiras Vibratórias na Proteção Sísmica de ...
         -  GEO5 Software para Soluҫões Geotécnicas

Vídeos Relacionados

         -  Instalação de Tuneladoras de 550 Toneladas
         -  Avanço de uma Tuneladora TBM
         -  Batedores de Estacas de Banguecoque
         -  Como Funciona uma Tuneladora
         -  Excitação Sísmica de Talude Contínuo
         -  Estacas Moldadas
         -  Liquefacção de Solos 2
         -  Liquefacção de Solos
         -  Animação Plaxis
         -  Equipamento para Prospecção em Zonas Pantanosas

Comentar

* Obrigatório