Aproveitando a Energia do Vento sem recurso a Turbinas Eólicas

29 Junho, 2012.

Hastes eólicas

Está em projeto conceptual, para o Abu Dhabi, a construção de um parque eólico com características radicalmente diferentes dos parques tradicionais de torres eólicas. Em vez de turbinas eólicas, serão utilizadas longas hastes flexíveis de fibra de carbono que baloiçam por ação do vento, permitindo a produção de energia. Este sistema gera menos ruído e permite um menor espaçamento que o tradicional, o que implica uma diminuição da área ocupada e consequentemente uma menor poluição visual.

O aproveitamento de energia eólica é apontado como a alternativa de futuro, juntamente com a energia solar, às energias de base fóssil. O crescimento da construção de grandes complexos de torres com turbinas eólicas tem permitido diminuir a dependência de energias não renováveis. Mas é precisamente a produção e colocação em massa destas turbinas que começa a revelar as suas fragilidades e inconvenientes.
As torres eólicas estão a poluir visualmente o meio ambiente e, uma vez que são construídas cada vez mais próximas das povoações, a interferir no bem estar dos cidadãos, ao produzirem elevados níveis de ruído, resultante da rotação das turbinas.

As hastes em fibra de carbono, altamente resistente, possuem 55 metros de altura e 5 a 30 cm de diâmetro e estão ancoradas em bases de betão armado. Ao longo das hastes estão empilhados cilindros cerâmicos piezoelétricos que funcionam como elétrodos e que são comprimidos quando aquelas balançam ao vento, gerando eletricidade.

Hastes eólicas

Hastes eólicas

Para maximizar a sua eficiência e permitir a constância de geração de energia, quando o vento é de grande intensidade, parte da energia gerada é utilizada diretamente para bombear água de um reservatório existente no subsolo para um reservatório mais à superfície. Quando o vento é de baixa intensidade, a água é libertada para o reservatório inferior, gerando energia ao atravessar turbinas hidráulicas.

Apesar da quantidade de energia gerada ser comparável à das turbinas tradicionais, o Atelier DNA, criador do conceito, defende que as hastes podem ser colocadas a uma exígua distância umas das outras, permitindo numa área reduzida, gerar grandes quantidades de energia limpa.

Hastes eólicas

Hastes eólicas

Imagens: Atelier DNA
Fonte: Atelier DNA


Outros artigos interessantes:

Inovadora Camada Protetora Para Betão Criada na Coreia do Sul
Finalizada a Construção da Cobertura Solar do Estádio Mineirão para o Brasil 2014
Estimando a Durabilidade de Painéis Solares
Torre Eólica da Sky - Um Marco no Aproveitamento de Energias Renováveis em Cidades
Estádio de Fisht Finalizado para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sochi
Espuma de Isolamento Térmico de Edifícios Fabricada com Madeira Desenvolvida por Instituto Alemão

         
         


Tópicos Relacionados

         -  Ajuda em método de construção de laje.
         -  Socorro! Tenho uma duvida
         -  Novos Adesivos de Montagem Pattex PL600 Montafix
         -  Tenho uma dúvida
         -  software arquimedes
         -  Qual é o preço de brita e areia que utilizarei na construção de uma casa de 26m2?
         -  memoria descritiva muro de gravidade
         -  Qual a importância da temperatura de transição vítrea na tinta?
         -  Do Passado ao Futuro dos Materiais de Construção
         -  Os Próximos Cinco Anos na Segurança Elétrica e ao Fogo
          

Artigos Relacionados

         -  A Torre de Babel Asiática – Construção do Central Embassy em Banguecoque
         -  Sunbreak: Um Sistema de Sombreamento que Reage à Posição dos Ocupantes
         -  Desenvolvido Novo Aditivo Poroso Capaz de Regular de Forma Eficiente a Humidade Interior
         -  Edifício com Fachadas Bio Reativas da Arup Nomeado para o Prémio Zumtobel de Inovação Aplicada
         -  Projeto de Iluminação do Edifício da Biblioteca da Universidade de Viena
         -  Anunciados os Quatro Melhores Arranha-Céus do Mundo de 2014
         -  Construção do Novo Edifício da Fundação Louis Vuitton Projetado por Frank Gehry
         -  Projeto de Reabilitação e Expansão do Edifício do Museu Mauritshuis pela Arup
         -  Arena de São Paulo – Estádios da Copa do Mundo 2014 no Brasil
         -  Arena Pernambuco – Estádios da Copa do Mundo 2014 no Brasil

Vídeos Relacionados

         -  Sistema de Sombreamento que se Adapta à Radiação Solar e Ocupantes
         -  Transporte Fluvial de uma Casa de 240 Toneladas
         -  Polímero Autorregenerável Criado nos EUA
         -  Proteção Solar Mecânica de Fachadas
         -  Projeto da Basílica da Sagrada Família
         -  Construção de Estação Ferroviária em Melbourne
         -  Contour Crafting – Automação da Construção
         -  Impressão 3D de Edifícios
         -  Trailer do Documentário “Men at Lunch”
         -  Corte de Elemento Metálico em Câmara Super Lenta

1 Comentário a Aproveitando a Energia do Vento sem recurso a Turbinas Eólicas

  1. oises da Silveira

    Sou engenheiro eletricista e fiquei especialmente interessado em receber mais material relativo a possibilidade economica de geracao de ENERGIA EOLICA atraves do uso de Bastoes e eletrodos piozeletricos…

Comentar

* Obrigatório