A demolição sincronizada de 19 edifícios em apenas 10 segundos com 120 mil detonações

24 Janeiro, 2017.

A demolição sincronizada de 19 edifícios em apenas 10 segundos com 120 mil detonações

O empreendimento imobiliário Hankou Binjiang, localizado na cidade de Wuhan, foi, este fim-de-semana, completamente arrasado, numa megaoperação de demolição que durou apenas 10 segundos, para dar lugar à construção daquele que será um dos mais altos edifícios do Sudeste da China.

A implosão sincronizada das 19 torres de betão armado, com 12 pisos e 150 mil metros quadrados de superfície total, foi conseguida com recurso a cerca de cinco toneladas de explosivos plásticos, distribuídas por mais de 120 mil pontos críticos das estruturas do complexo habitacional.

Apesar da dimensão, a implosão foi planeada ao milímetro e ao milissegundo, principalmente devido à localização próxima de outros edifícios, de uma passagem pedonal usada diariamente por milhares de pessoas e de uma ponte ferroviária usada pelo metro ligeiro de superfície de Wuhan.

De acordo com os engenheiros envolvidos, a operação, que recorreu uma nova técnica de implosão nunca antes usada na China, permitirá reduzir em 4 meses a remoção completa dos escombros.

O espaço deixado livre será ocupado por uma nova e ultramoderna zona comercial, que incluirá, entre outros, a Torre do Centro Financeiro Wuhan Chow Tai Fook, um arranha-céus com 707 metros de altura.

Fonte: CCTV+; Daily Mail | Imagens (adaptadas): via Reuters; Getty




Outros artigos interessantes:




1 Comentário a A demolição sincronizada de 19 edifícios em apenas 10 segundos com 120 mil detonações

  1. Pedro Leal

    Gostei do pormenor de ter ficado um de pé (que me parece ter sido propositado, e não um erro)… “daqui eu não saio, daqui ninguém me tira!”

Comentar

* Obrigatório