Utilização de Nanocristais de Celulose no Reforço de Estruturas

Nanocristais de Celulose no Reforço de Estruturas

Um grupo de investigadores da Universidade de Purdue, nos EUA, está a estudar a possibilidade utilização de nanocristais de celulose no reforço de estruturas de Engenharia Civil. A celulose, um material de origem renovável obtido a partir do processamento de árvores, plantas, algas e bactérias, poderá ser uma alternativa sustentável no reforço de materiais de construção, nomeadamente o betão e diferentes tipos materiais compósitos.

A celulose é o mais abundante polímero de origem natural do planeta e a componente que confere a resistência e resiliência às plantas. É obtida sobretudo da polpa de madeira e do algodão, sendo atualmente utilizada na construção, no isolamento térmico e no revestimento superficial de elementos construtivos.

Os nanocristais de celulose, que têm em média um comprimento de 500 nanómetros e uma largura de apenas 3 nanómetros, possuem algumas características mecânicas interessantes para a utilização no reforço de estruturas, em particular a sua rigidez, possuindo um Módulo de Young próximo dos 206 GPa, similar ao do aço.

A equipa de investigadores liderada pelo Professor Pablo Zavattieri aponta também os nanocristais de celulose como alternativa ambiental e sustentável aos nanotubos de carbono no reforço de estruturas, especialmente porque a sua produção em massa é de mais fácil implementação.

Fonte: Universidade de Purdue
Imagens: Universidade de Purdue (adaptadas)




Outros artigos interessantes:




1 Comentário a Utilização de Nanocristais de Celulose no Reforço de Estruturas

  1. Utilização de Nanotubos de Carbono no Fabrico de Revestimentos Resistentes ao Fogo | EngenhariaCivil.com

    […] do Instituto Nacional de Normas e Tecnologia (NIST) utilizaram nanotubos de carbono para o fabrico de um revestimento capaz de aumentar significativamente a resistência ao fogo de […]

Comentar

* Obrigatório