Novos sensores laser permitirão que os veículos autónomos sejam mais eficientes

10 Abril, 2018.

Novos sensores laser permitirão que os veículos autónomos sejam mais eficientes

Uma equipa de investigadores das Universidades de Purdue e Stanford desenvolveu uma tecnologia inovadora de sensorização laser, mais eficiente, robusta e com menor custo que as soluções atualmente usadas, com potencial para aumentar significativamente as capacidades de orientação de veículos autónomos.

A correta operação de veículos autónomos depende fortemente da capacidade de deteção de distâncias, geralmente através de LIDAR (Light Detection and Ranging), um método de sensorização remota que usa luz em forma de laser pulsado. Este método é semelhante ao radar, mas ao contrário deste, recorre à emissão de luz visível ou infravermelha e à medição do tempo que levam os pulsos de luz a serem refletidos nos objetos.

O sistema da equipa de Purdue e Stanford baseia-se na otimização da interação entre meta superfícies à base de silício e pulsos de luz de curta duração produzidos pela fonte laser. A técnica permite que equipamentos de orientação possam varrer um grande ângulo de visão, em apenas alguns nano ou pico segundos, uma duração bastante inferior à que os equipamentos atuais permitem, cifrada em microssegundos.

A tecnologia faz uso de um conjunto de fontes de emissão de luz que funcionam em simultâneo e utilizam frequências ligeiramente diferentes, o que permite um maior desempenho.

De acordo com os engenheiros norte-americanos, os princípios subjacentes à nova tecnologia são também menos complexos e a mesma corresponde a um consumo energético inferior às tecnologias existentes.

Fonte: EngenhariaCivil.com; Universidade de Purdue | Imagens (adaptadas): EngenhariaCivil.com; via Universidade de Purdue




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório