Engenheiros norte-americanos constroem gigantesco modelo hidráulico do delta do Mississípi

26 Abril, 2018.

Engenheiros norte-americanos constroem gigantesco modelo hidráulico do delta do Mississípi

Investigadores do Centro de Estudos Fluviais da Universidade Estatal de Louisiana (LSU) construíram um massivo modelo do delta do Mississípi, que serve para estudar novas formas de impedir que a subida no nível das águas destrua o frágil ecossistema da região.

Com quase mil metros quadrados de superfície, o Modelo Físico Fluvial do Baixo Mississippi é um dos maiores do mundo e reproduz com extrema precisão a topografia e batimetria da zona Sudeste do Luisiana.

Potentes bombas hidráulicas permitem simular as marés e o transporte de sedimentos, sendo as texturas do modelo obtidas graças à utilização de 20 projetores de alta-definição. Em apenas uma hora é possível simular a forma como o delta do Mississípi evolui ao longo de um ano, o que permite o estudo aprofundado dos mecanismos de erosão e de formação de cheias.

Desenvolvido em parceria com a Autoridade para o Restauro e Proteção Costeira de Louisiana (CPRA), o modelo permitirá levar a cabo a elaboração do plano de desvio de águas fluviais para pântanos e zonas húmidas, que nos anos mais recentes têm sido inundadas com águas salgadas. Isto permitirá reverter, até certo ponto, a devastação da fauna e flora originada pela subida dos mares.

A construção do Modelo Físico Fluvial do Baixo Mississípi teve um custo de cerca de 4 milhões de dólares.

Fonte: EngenhariaCivil.com; LSU | Imagens (adaptadas): EngenhariaCivil.com; via LSU; AP




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório