Estudo do MIT Defende que Pavimentos Rodoviários Mais Rígidos são Mais Sustentáveis

13 Junho, 2012.

Interação Pavimento Veículo

Um novo estudo do Massachusetts Institute of Technology (MIT), mostra que pavimentos com maior rigidez, tanto betuminosos (pavimentos flexíveis) como de betão (pavimentos rígidos), podem ter vantagens tangíveis sobre os pavimentos flexíveis tradicionais no que diz respeito ao consumo de combustível e emissões de gases poluentes.

O estudo, baseado em modelação matemática e análise estatística, ao invés de testes in-situ, indica que pavimentos mais rígidos, em comparação com os pavimentos betuminosos tradicionais, possuem um melhor comportamento na interação pavimento-veículo. E o impacto da interação pavimento-veículo induzida por deflexão torna-se um fator de relevância em estradas muito trafegadas, com pavimento betuminoso.

Através da modelação das forças físicas envolvidas no deslocamento de um pneu ao longo do pavimento, a equipa de investigação concluiu que, devido à forma como a energia é dissipada, a máxima deflexão existe ao longo dos rodados, o que origina um efeito de constante esforço de subida, com consequente aumento do consumo de combustível.
Pavimentos mais rígidos, que podem ser obtidos pela melhoria das propriedades e espessura dos betuminosos, usando pavimentos de betão, materiais compósitos ou melhorando as propriedades das camadas subjacentes, podem efetivamente diminuir a pegada de carbono operacional.

Este estudo do MIT é pioneiro na forma como relaciona o consumo de combustível com a previsão matemática de deflexões e torna-se especialmente importante em virtude dos esforços crescentes das agências nacionais de transportes em reduzir as pegadas ecológicas dos sistemas de transportes.

DOWNLOAD ESTUDO MIT

Fontes: Massachusetts Institute of Technology (MIT)
Imagens: Massachusetts Institute of Technology (MIT)




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório