Reparação de pavimentos rodoviários betuminosos através de micro-ondas

14 Março, 2016.

Reparação de pavimentos rodoviários betuminosos através de micro-ondas

Investigadores do Instituto de Recursos Naturais da Universidade de Minnesota Duluth (UMD) estão a estudar novas formas de reparar degradações localizadas, em pavimentos rodoviários, obtendo remendos mais eficientes e duradouros.

Para tal os engenheiros norte-americanos recorreram à magnetite, um mineral com elevada capacidade de absorção de energia de micro-ondas. Este material foi adicionado, em pequenas quantidades (entre 1 a 2% do volume total), a uma mistura betuminosa correntemente usada em reparações (RAP e RAS), de forma a obter uma substância para remendos que fosse reativa a micro-ondas.

Depois de limpos, os ninhos, peladas ou fendas são preenchidos com a nova mistura de reparação contendo magnetite. O material é compactado e aquecido a temperaturas de pelo menos 100ºC, através de um equipamento móvel de micro-ondas de elevada potência (50kW), o que promove a fusão do pavimento existentes com a mistura de magnetite.
No total o processo tem uma duração média de apenas 8 a 12 minutos.

De acordo com os investigadores da Universidade de Minnesota Duluth, esta técnica permite a manutenção da integridade das zonas reparadas por muito mais tempo que os métodos tradicionais de reparação a frio. Isto deve-se principalmente ao facto do novo processo criar ligações extremamente fortes entre o material existente e o novo material, eliminando o aparecimento de zonas de interface vulneráveis.

É precisamente nestas zonas de interface, que as reparações tradicionais falham, devido ao estabelecimento de vínculos precários e heterogéneos, o que as deixa especialmente frágeis às ações de tráfego e ciclos de congelamento e descongelamento.

Um efeito secundário do aquecimento controlado do pavimento é a remoção da humidade na área tratada, o que permite que o processo de colagem se dê em condições ideais.

Além disso, o novo material pode ser misturado em fábrica ou in-situ e transportado a frio, o que torna a técnica adequada para uso durante os meses mais frios do ano.

Fonte: UMD | Imagens (adaptadas): Larry Zanko/UMD via The Conversation




Outros artigos interessantes:




2 Comentários a Reparação de pavimentos rodoviários betuminosos através de micro-ondas

  1. Monitorização da saúde estrutural de pontes em seminário gratuito da IRF | EngenhariaCivil.com

    […] A Federação Internacional de Estradas (IRF) promove, durante o dia de hoje, pelas 16h00, um curso online sobre a Monitorização da Saúde Estrutural, que incidirá sobre sistemas de sensorização de muito-baixo consumo energético e a monitorização autossuficiente de pontes e estruturas de pavimentos. […]

  2. Noruega recorre a agregados britados locais para tornar a produção de betão e misturas betuminosas mais sustentável | EngenhariaCivil.com

    […] expansão das cidades norueguesas e o uso intensivo do betão nas construções urbanas e de betuminosos na execução de novas vias está a determinar a transição, no setor da construção do país, do […]

Comentar

* Obrigatório