EUA desenvolvem sistema ultra-eficiente de aproveitamento de energia das ondas

6 Maio, 2016.

EUA desenvolvem sistema ultra-eficiente de aproveitamento de energia das ondas

A companhia norte-americana Oscilla Power desenvolveu um inovador sistema de aproveitamento da energia das ondas, de baixo custo e elevada eficiência, sem peças móveis, que promete revolucionar o mercado das energias renováveis.

De acordo com a fabricante, o Triton WEC possui diversas vantagens operativas e económicas sobre outros conversores de energia das ondas.
É dotado de tecnologias de captura de energia multimodais capazes de aproveitar os diversos tipos de movimento das ondas. Esta tarefa é facilitada pela utilização de dispositivos flexíveis de amarração e mecanismos de flutuação assimétricos.

O Triton possui uma elevada eficiência de captura e conversão de energia, superior a 75%, devido à configuração dissociada dos elementos de geração e utilização de um sistema de transmissão hidráulico com baixa amplitude de movimentos.

Também na fase de transporte e instalação o Triton se distingue pelo seu baixo custo e facilidade de operação. Depois de transportado para o local definitivo, o dispositivo é auto-montável, não sendo requerido o uso de equipamento pesado de elevação para colocar o Triton na sua configuração operacional.
A tarefa inversa, de recolha, é também facilitada, graças à capacidade de autodesmontagem que permite ao Triton voltar à sua configuração inicial de transporte, ficando disponível para viagens longas em alto mar e sob condições adversas de ondulação.

A Oscilla Power destaca igualmente a elevada durabilidade e fiabilidade do equipamento, que pode operar por um longo período de tempo em alto-mar sem necessidade de manutenção.
O Triton WEC é capaz de se auto ajustar de acordo com as condições de ondulação, permitindo a maximização da produção de energia através da regulação automática de diferentes parâmetros de transmissão e lastro.

Cada uma das unidades Triton é capaz de produzir 600kW de energia, um valor equivalente ao consumo aproximado de 500 habitações.

O desenvolvimento deste inovador equipamento de aproveitamento de energia das ondas contou com o apoio de diversas autoridades, institutos públicos e empresas privadas, como o Departamento de Energia dos EUA, Fundação Nacional de Ciência (NSF), Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), da Universidade de Washington, da Universidade de New Hampshire e da Universidade Estatal da Flórida, entre outras.

Fonte: Oscilla Power | Imagens (adaptadas): via Oscilla Power




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório