Tecnologia asiática permite mapeamento tridimensional urbano com precisão centimétrica

17 Junho, 2016.

Tecnologia asiática permite mapeamento tridimensional urbano com precisão centimétrica

Um inovador sistema de mapeamento 3D de cidades, desenvolvido por uma equipa de investigadores chineses do Departamento de Agrimensura e Geo-informática da Universidade Politécnica de Hong Kong (PolyU), integra dados de múltiplas plataformas para oferecer uma precisão muito superior à dos sistemas de mapeamento tradicionais.

As duas técnicas correntes que servem de base ao mapeamento tridimensional urbano são a fotogrametria, com base na recolha de imagens aéreas e de satélite e o varrimento laser. Os processos são complementares, oferecendo a fotogrametria uma maior precisão no que diz respeito à direção horizontal e o varrimento laser um levantamento mais preciso segundo a direção vertical.

Embora aquelas duas técnicas, combinadas com as modernas tecnologias de calibração e interpolação permitam, até certo ponto corrigir as inconsistências de mapeamento, os erros estão sempre presentes.

A nova tecnologia da PolyU visa precisamente reduzir ao mínimo esses erros decorrentes dos processos de recolha e análise, através da integração e articulação de dados de múltiplas plataformas.
De acordo com os investigadores chineses o novo sistema computacional permite o tratamento de quantidades massivas de dados, sendo especialmente dirigido para o uso num ambiente de “big data”.

Possibilita um aumento da precisão, relativamente aos sistemas de mapeamento correntes, de 26% a 66%, com erros espaciais máximos inferiores a 1 cm.

A tecnologia pode ser utilizada tanto em tarefas de mapeamento topográfico como na modelação tridimensional urbana, num âmbito de desenvolvimento de cidades inteligentes, com aplicações práticas na análise da ventilação, visibilidade ou distribuição da incidência solar em edifícios.

Fonte e Imagem (adaptada): PolyU




Outros artigos interessantes:




Comentar

* Obrigatório