Deteção de pontes térmicas em edifícios utilizando inteligência artificial

7 Maio, 2018.

Deteção de pontes térmicas em edifícios utilizando inteligência artificial

Uma startup norte-americana, fundada por investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) criou um sistema inovador de inspeção térmica de edifícios, que combina uso de aeronaves não tripuladas (drones) com tecnologias de inteligência artificial.

Os drones são dotados de câmaras térmicas de elevada resolução, sendo as imagens recolhidas analisadas e processadas através de algoritmos de aprendizagem artificial. Isto permite que os dados recolhidos durante os vôos de inspeção possam ser convertidos para modelos tridimensionais com uma precisão centimétrica.

O avançado software desenvolvido pelos engenheiros do MIT permite igualmente converter os dados obtidos em informação BIM (Building Information Modeling) representativa das características físicas e funcionais de edifícios e outras estruturas.

Embora as aeronaves não tripuladas sejam há vários anos usadas na inspeção de estruturas, a tecnologia da AirWorks permite incrementar significativamente a rapidez do processo, encurtando as suas fases mais morosas. Estas correspondem aos diversos passos de análise que os Engenheiros Civis e outros técnicos têm de levar a cabo em gabinete, após receberem a informação de campo. Os algoritmos de inteligência artificial da startup do MIT permitem que esta fase de análise seja feita de forma automática, encurtando campanhas de inspeção complexas de semanas para apenas alguns dias.

O sistema permite a análise, de elevada eficiência, de dados térmicos e a deteção de fugas de ar quente em fachadas, fissuras, deterioração de materiais, áreas com isolamento térmico deficiente e zonas de edifícios onde os níveis de humidade poderão afetar o desempenho energético.

A tecnologia da AirWorks foi recentemente utilizada na auditoria construtiva de um edifício de sete pisos em Cambridge, Massachusetts, tendo o processo de inspeção, incluindo os voos de drone para recolha de dados e a análise de informação, demorado menos de 10 horas.

Fonte: EngenhariaCivil.com; MIT | Imagens (adaptadas): EngenhariaCivil.com; via MIT




Outros artigos interessantes:


         
    


Tópicos Relacionados

         -  Impermeabilizante Rebotec!?!?
         -  Valor do soalho em casquinha
         -  [Ajuda] Construção de Edifícios com Materiais Alternativos
         -  Ajuda!.. Procuro Barra Maciça de Aluminio
         -  Como fazer a correta ligação entre elementos (executados com os ...
         -  Alteração de pdm
         -  Detetor térmico
         -  Hidrantes exteriores
         -  Madeira
         -  En 12845
          

Artigos Relacionados

         -  Distinguidos melhores edifícios do Reino Unido
         -  Avança obra de reconstrução da maior barragem de terra ...
         -  Os 20 melhores edifícios do mundo
         -  Engenheiros Chineses criam papel de parede inteligente que consegue detetar incê...
         -  Revestimento inovador para janelas de edifícios utiliza milhões de ...
         -  Uma casa desdobrável que se auto-assembla em apenas 5 minutos
         -  Britânicos utilizam biomateriais para construir edifícios sustentáveis e ...
         -  Os 10 melhores projetos de edifícios sustentáveis de 2018
         -  Engenheiros suíços criam o maior veículo elétrico do ...

Vídeos Relacionados

         -  Robot construtor de casas desenvolvido na Austrália
         -  Edifício dinâmico do Centro de Convenções SwissTech
         -  Um robot para obras de construção – Parte 2
         -  Um robot para obras de construção – Parte 1
         -  A execução da ilha-porto de Abu Dhabi
         -  Edifício solar capaz de intercâmbio de energia com veí...
         -  Construção de ponte com drones na Suíça
         -  Impressora 3D para construção com 12 metros de altura
         -  Vídeo do progresso da construção da nova sede da ...
         -  Engenheiros Australianos Criam Robot que Assenta Tijolos

Comentar

* Obrigatório