Execução de Fachadas Utilizando Fibras de Origem Vegetal Recicladas

Fachadas com Fibras de Origem Vegetal Recicladas

O gabinete japonês SUEP desenvolveu um método construtivo de fachadas de edifícios, que faz uso de lâminas de madeira de cedro entrelaçadas, provenientes de reciclagem. Esta tecnologia aliada á utilização de painéis envidraçados de fachada, permite o sombreamento eficaz dos espaços interiores e uma entrada difusa de luz solar, promovendo a manutenção passiva da temperatura interior de conforto.

Os elementos construtivos, que são obtidos utilizando padrões de entrelaçamento correntemente usados na construção tradicional em bambu, são também aplicados na execução de paredes divisórias interiores, no revestimento de coberturas e, devido à sua flexibilidade e estabilidade mecânica, até como persianas.

A tecnologia foi experimentada num edifício de escritórios em Yame-shi, Fukuoka (nas imagens), com resultados muito satisfatórios, tanto na redução da carga térmica do edifício, como na conservação da translucidez e, especialmente na criação de espaços arejados com traços estéticos suaves e harmoniosos.

Fonte: SUEP
Imagens: SUEP




Outros artigos interessantes:




3 Comentários a Execução de Fachadas Utilizando Fibras de Origem Vegetal Recicladas

  1. Sharma Springs - Um Edifício de 6 Pisos Totalmente Construído em Bambu | EngenhariaCivil.com

    […] de Bali, na Indonésia. Com 6 pisos e uma área interior de 750 metros quadrados foi inteiramente construído em bambu a partir do projeto desenvolvido pelo gabinete Ibuku, especializado em construção sustentável […]

  2. Imagem do Dia: Arranha-céus Multifacetado em Shaoxing | EngenhariaCivil.com

    […] de Zhejiang, China. Projetado pelo gabinete Skidmore, Owings & Merril, o edifício possui fachadas constituídas por quatro volumes adjacentes que se desenvolvem verticalmente com inclinações […]

  3. Anunciada Conclusão da Construção das Torres Gémeas Al Bahr em Abu Dhabi | EngenhariaCivil.com

    […] localizados em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A sua característica distintiva é uma fachada automatizada que permite otimizar a entrada de luz solar para o interior do […]

Comentar

* Obrigatório